segunda-feira, 4 de abril de 2011

AV1 DE REDAÇÃO JORNALÍSTICA I – Abril de 2011

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ – COMUNICAÇÃO SOCIAL
JORNALISMO - REDAÇÃO JORNALÍSTICA 1
Profª Patrícia D’Abreu - Barra e Niterói – 2011.1

AV1 DE REDAÇÃO JORNALÍSTICA I – Abril de 2011

ESTRUTURA DA PROVA: esta prova é composta de duas partes; a primeira parte (em dupla) corresponde aos exercícios corrigidos em sala de aula que devem ser refeitos; a segunda parte (individual) corresponde à redação de um texto factual, conforme o enunciado desta postagem.

REGRAS PARA A ENTREGA DA PROVA: o texto deverá ser entregue juntamente com as questões a serem refeitas do trabalho corrigido em sala de aula; todo o material deverá ter uma folha de rosto com o nome da disciplina, o campus e os nomes dos alunos (em ordem alfabética); cada um dos textos individuais deverá estar identificado com o nome do aluno que o produziu; todo o material deverá ser entregue IMPRESSO de acordo com as normas ABNT - Times New Roman, corpo 12, normal, entrelinha 1.5 (um e meio), tinta preta, papel branco (provas que não estiverem impressas e/ou que estiverem fora das regras ABNT não serão corrigidas).

ENTREGA DA PROVA: todo o material da prova deverá ser entregue durante o primeiro tempo de aula, no dia da AV1 indicado no calendário acadêmico da Universidade; alunos de NITERÓI – entrega dia 8 de abril, sexta-feira, entre 9h40 e 10h20; alunos da BARRA / Tom Jobim- entrega dia 12 de abril, terça-feira, entre 7h30 e 8h10; provas entregues fora destes prazos e horários não serão aceitas.


QUESTÃO 1: Exercícios refeitos. Alunos que não precisaram refazer o exercício deverão entregar a versão corrigida em sala pela professora. (5.0 pontos)


QUESTÃO 2: Leia as informações listadas abaixo (fonte: G1). Em seguida, redija uma matéria factual de três parágrafos sobre este assunto, respeitando os critérios de noticiabilidade e atualidade e o formato da pirâmide invertida. (5.0 pontos)

# três bebês nasceram (24/02/2011) em Curitiba # os bebês (meninas) foram gerados a partir da fertilização in vitro (os óvulos são fecundados por espermatozóides manipulados e os embriões resultantes são implantados no útero materno) # o procedimento foi realizado geneticista Karan Abou Saad # o valor do tratamento integral para a fertilização in vitro pode chegar a R$ 20 mil # uma semana depois do nascimento os bebês foram levados pelo Conselho Tutelar para um abrigo # a maternidade acionou o Ministério Público porque o pai só quis levar dois bebês para casa # a maternidade não deixou os pais levarem só duas crianças para casa # os pais são representados pela advogada Margareth Zanardini  # Karan Abou Saad disse que os primeiros exames de gravidez mostravam que seriam três bebês # o Ministério Público conseguiu uma liminar na Justiça para o Conselho Tutelar levar os três bebês para um abrigo # a maternidade onde os bebês nasceram não quer se pronunciar sobre o caso # hoje, o psicólogo Guilherme Falcão analisou o caso para o site G1 e disse que o Ministério Público tinha que obrigar esses pais a um tratamento psicológico e psiquiátrico e a ação tramita sob segredo de Justiça #  no mesmo dia,  a advogada dos pais disse que a história de que o pai teria tentado abandonar uma das filhas no hospital é verídica “somente em partes” # ela não apresentou a versão do casal para o caso # ela só disse que o casal teria se arrependido e tentaria reaver a guarda das crianças na Justiça # um pedido, em nome das crianças, enviado à Justiça solicitando o direito de ser amamentadas e visitadas pela mãe resultou na concessão de uma visita semanal de duas horas # a advogada da família informou que os pais não querem comentar sobre o assunto porque o caso está em segredo de justiça.
Declarações: Karan - "Pra mim é uma novidade, nunca vi um casal rejeitar um filho após um tratamento para engravidar" / Margareth - “As criaturas que estão sendo punidas são as crianças que estão sem o direito de sequer ter o contato diário com a mãe / Falcão – “Alguém tinha que tentar descobrir que coisa é essa de ter obsessão em ter filhos, ao ponto de fazer um tratamento tão caro, e depois abandonar”

Nenhum comentário: