terça-feira, 1 de junho de 2010

Descrição estrutural de pauta de investigação jornalística

COMUNICAÇÃO SOCIAL – JORNALISMO – TÉCNICAS DE REPORTAGEM
CAMPUS TOM JOBIM – PROFª PATRÍCIA D’ABREU – 2010.1
Descrição de pauta de investigação jornalística

RETRANCA: três ou quatro palavras, no máximo, que identifiquem o assunto a ser apurado e que deverão constar em toda e qualquer IDENTIFICAÇÃO do trabalho interno (arquivos de texto, arquivos de imagem, planilhas em geral, pedidos de pesquisa, solicitação de equipamentos e transportes, espelhos) e externo (fitas de áudio, de vídeo e de áudio e vídeo, material fotográfico, notas fiscais, vouchers, planilhas em geral) referente à apuração a ser feita.

EQUIPE: especificação de todos os PROFISSIONAIS (repórter, fotógrafo, cinegrafista, assistente, motorista, produtor, editor de imagens, editor de áudio, diagramador) que atuarão no trabalho de investigação do assunto pautado.

DATA: DIA(S) e HORÁRIO(S) nos quais a investigação deverá ser realizada, com a especificação exata do horário de saída das equipes da redação e do horário de eventos pré-marcados pela produção jornalística.

ENDEREÇO: especificação do LOCAL ou dos locais nos quais a apuração/cobertura/investigação ocorrerá, com indicações checadas e confirmadas de rua(s), números(s), bairros(s) e forma de acessá-los.

DEADLINE: data e hora do FECHAMENTO do assunto que será investigado com a indicação de sua VEICULAÇÃO (número e/ou dia da edição).

ASSUNTO: texto corrido, com LIDE e SUB-LIDE e cerca de três ou quatro parágrafos, no qual deverão constar os dados fundamentais do assunto a ser investigado (3 Q + O + P + C), sua devida ANGULAÇÃO, o TRATAMENTO JORNALÍSTICO (matéria factual, reportagem especial, entrevista exclusiva, coletiva, pronunciamento, matéria de denúncia) para a formatação do assunto e o ESPAÇO EDITORIAL (espaço na página, número de páginas, tempo no ar). O texto da pauta deve sempre atentar a equipe para as ABORDAGENS já dadas (pela editoria, pelo veículo e/ou por outras mídias noticiosas) ao assunto a ser investigado, indicando, quando for o caso, material de pesquisa em anexo.

FONTES: relação dos PERSONAGENS (primários, secundários, oficiais, oficiosos) com os quais a equipe deverá entrar em contato, com as devidas IDENTIFICAÇÕES (nome completo, cargo, função, situação) e os devidos CONTATOS (telefone fixo, celular, rádio, e-mail, endereço).

SUGESTÕES: de PERGUNTAS, IMAGENS, MATERIAL DE ARQUIVO e PERSONAGENS que possam complementar/contextualizar a investigação a ser feita.

NECESSIDADES MATERIAIS: alerta para a necessidade/disponibilidade de CREDENCIAIS, AUTORIZAÇÕES e demais particularidades de ACESSO da equipe às fontes e/ou aos locais com e nos quais a investigação será realizada. Nos casos de credenciais e autorizações, as mesmas devem ser anexadas à puta a ser entregue à equipe.

EQUIPAMENTOS: especificação e DETALHAMENTO da necessidade de certos tipos de câmeras (de vídeo ou de fotografia), microfones, material de iluminação, unidades de transmissão.

MATERIAL DE PESQUISA: releases, material veiculado (em outras mídias e/ou no próprio veículo), livros, sites, tabelas, gráficos, dossiês, estatísticas, que deverão ser ANEXADOS à pauta entregue à equipe.

Nenhum comentário: